Mapa de Marrocos

Mapa de Marrocos

Mapa de Marrocos

Marrocos é um país geograficamente muito diverso. Num só dia de viagem podemos ir desde a praias em Essaouira até ao Deserto do Saara passando as Montanhas do Altas cheias de neve.

Analisando um pouco mais o clima de Marrocos, percebemos melhor as suas diferenças geográficas.

O clima em Marrocos divide-se em sete sub-regiões:

as planícies do Atlântico Norte, as planícies Doukkala na Bacia do Souss, os planaltos do interior, a costa do Mediterrâneo e do Rif, o Médio e Alto Atlas, Anti-Atlas e pré-Sahara e por último a área saariana. O tempo destas regiões é determinado pelos diferentes tipos de influências climatéricas.

Marrocos sofre então influências oceânicas, influências Mediterrânicas, influências montanhosas e influências desérticas. Marrocos é caracterizada por uma precipitação muito marcante principalmente na parte Noroeste do Reino. Marrocos tem clima subtropical tipico do Noroeste africano.

Marrocos é caracterizado por um clima muito diferente em diferentes regiões pois nas zonas costeiras tem um clima temperado, enquanto que a sul o clima é desértico e quente.

Neste mapa de Marrocos pode ver onde se situam as maiores cidades e pontos turísticos mais importantes.

Mapa de Marrocos

Mapa de Marrocos

Mapa de Marrocos

Como pode notas no mapa, Marrocos situa-se entre o Oceano Atlântico, o Mar Mediterrâneo e o Deserto do Saara.

Vamos entender um pouco mais da geografia do país

O Mediterrâneo marroquino tem vários tipos de vilas e cidades, vários enclaves espanhóis e alguns portos importantes. A resort de praia mais famosa desta zona de Marrocos é Saidia chamada também de “Pérola Azul”. Saidia é uma cidade costeira e estância balnear no nordeste de Marrocos.

A Costa do Atlântico Norte que corresponde à metade norte da costa de Marrocos é o lar para a capital – a cidade de Rabat, e Casablanca, intercaladas por várias cidades de praia. Há várias lugares a não perder tais como Asilah, as ruínas de Lixus a a Gruta de Hércules a 14km de Tânger.

A Costa do Atlântico Sul é bem mais tranquila, com zonas de praia e cidades fascinantes tais como Essaouira, El Jadida, Safi e Agadir. Toda esta zona é muito bonita e excelente para a prática de surf, kite surf e outros desportos radicais.

O Alto Atlas cobre as montanhas do Pico Toubkal e as áreas circundantes, incluindo Marraquexe e zonas mais a Oriente tais como as aldeias de Imilchil. No Inverno as regiões mais altas têm muita neve. A estância de ski mais famosa desta região é Oukaimeden situada num alto planalto do Alto Atlas, a cerca de 75 km de Marraquexe.

O Médio Atlas cobre as montanhas na zona de Ifrane e Azrou e as áreas circundantes, incluindo Fez e Meknes. Aqui pode-se visitar vários locais com macacos à solta na floresta. No Inverno esta região tem muita neve. A cidade antiga de Fez é a medina medieval mais bem conservada do mundo árabe.

O Grande sul marroquino é a região do vasto deserto do Saara e que vai ao longo da fronteira com a Argélia. As cidades principais são Ouarzazate, Errachidia, Erfoud e Zagora. As Dunas de Erg Chebbi são um lugar a não perder, mas outros locais impressionantes tais como as Gargantas do Todra, Vale do Dades, Vale das Rosas, Vale do Ziz também são lindos. Toda a região do enorme palmeiral de Tafilalet que desce desde Errachidia passando por Tinghir até Rissani é de tirar o fôlego.

O Anti Atlas é a porção sul, cobrindo Tarouddant até Agadir. Aqui cultiva-se o argão, do qual se faz o único óleo de argan. Famoso no mundo inteiro.

O Saara Ocidental marroquino é toda a zona sul desde Agadir até Dakhla e a fronteira com a Mauritânia.

Tem ainda um outro mapa de Marrocos com outras cidades

Mapa de Marrocos

Mapa de Marrocos

Grandes Cidades do Reino de Marrocos

Descrição rápida das maiores cidades de Marrocos.

Rabat: a capital do Governo

Rabat, capital de Marrocos, é o maior centro político e administrativo do país, onde também fica situado o principal Palácio Real, diversas instancias governamentais e as embaixadas.

Rodeada por muralhas, a cidade de Rabat tem um importante património arquitectónico que conta com inúmeros monumentos como o Kasbah des Oudaia e o Minarete da Mesquita Hassan II que data do século XII.

Casablanca: a capital económica

Capital económica do país, metrópole internacional, Casablanca tem uma importância extrema no mundo dos negócios. Casablanca é a cidade mais moderna do Reino, e a sua Mesquita Hassan II ergue-se majestosamente, entre o céu e o mar. Com uma ocupação para 25000 fiéis no seu interior e 80.000 no seu exterior, esta enorme mesquita é um excelente exemplo de arquitectura tradicional marroquina com tecnologia sofisticada.

Fez: a capital cultural

A cidade de Fez é a terceira maior cidade de Marrocos, depois Casablanca e Rabat. Fez é a nível internacional, a principal cidades demostrativas da cultura árabe-muçulmana como Bagdade, Damasco, Granada ou Córdoba.

Marrakech: a capital turística

Fundada em 1070, a cidade de Marrakech situa-se no sopé do Alto Atlas e nas portas do deserto. Marrakech teve durante a história uma localização geográfica estratéfica que atraiu berberes, árabes, nómadas e tribos da montanha, a fim de desenvolver comércio.

Marrakech na sua origem foi erigida num local sem qualquer aglomeração urbana. Os arquitectos receberam ordens e dinheiro para construírem uma cidade excepcional com inúmeros palácios, riads e caravancerais.

Marrakech e a sua medina milenar, a mais vasta de Marrocos estende-se por mais de 600 hectares. A famosa Praça Jemaa el Fna é um ponto de encontro de artistas de rua que actuam para os visitantes.

Meknes: uma das cidades imperiais

Meknes recebe o seu nome da palavra berbere Meknassa, que corresponde ao nome da tribo Amazigh que fundo a cidade.

Meknes foi declarada Património Mundial da Humanidade pela UNESCO em 1986. Os seus edifícios, jardins, portas monumentais, gigantescas muralhas e numerosas mesquitas, fazem de Meknes uma das mais belas cidades imperiais marroquinas. Durante a presença francesa em Marrocos entre 1912 até 1956, Meknes foi apelidada de “le petit Paris) – a pequena Paris.

Tânger: a capital do Norte

Tânger tem uma histórica riquíssima e uma importância geográfica relevante. Apelidada de “la villes des étrangers” – a cidade dos estrangeiros, devido a sucessivas colonizações: fenícias, árabes, portuguesas, inglesas, francesas e espanholas. A beleza da sua localização e luminosidade serviu de inspirações para inúmeros artistas e intelectuais famosos.

Agadir: a capital do Sul

Às portas do Deserto do Saara, Agadir é a mais grande estação balnear de Marrocos. Acolhedora, Agadir tem praia e imensos jardins. Os turistas vêm a Agadir principalmente para fazer praia, devido ao seu clima excepcional quase durante todo o ano.

Essaouira: a antiga Mogador

Após a queda do Império Romano, marinheiros portugueses estabeleceram-se na região e construíram uma base militar e importante entreposto comercial nas suas rotas marítimas. A cidade de Essaouira recebeu o nome de Mogdura pelos portugueses. No século XIX, Essaouira era o mais importante porto da África Norte / Ocidental, apelidada até de “o porto de Tombuctu”, pelas trocas comerciais de caravanas vindouras da África sub-Saariana, que negociavam carregamentos de ouro, sal, especiarias e escravos.

Durante a independência de Marrocos, a cidade ganha o nome de Essaouira. Esta cidade ganhou novamente esplendor e importância durante os anos 60 quando famosos hippies como Jimmy Hendrix e Cat Stevens aqui passavam grandes temporadas. Essaouira é famosa pela sua vocação cultural e incomparável história.

Procure alojamento em Marrocos:

Booking.com